Limpeza do corpo de borboleta

MOTORES TORQUE (Brava 1.6 ano modelo 1999 a 2001)

Iremos mostrar hoje o procedimento correto e recomendável para a realização da manutenção do TBI, o corpo de borboleta dos Bravas 1.6 com motor Torque.

Trata-se de um procedimento bem simples que com conhecimento básico de mecânica e algumas ferramentas simples, se obter o sucesso e uma boa economia de dinheiro.

A limpeza desse sistema auxilia e muito nas irregularidades de marcha lenta, principalmente quando o carro começa a morrer.

Caso o procedimento não resolva, mande testar o seu atuador de marcha lenta, nem sempre o problema é só limpeza.

Lista de material e ferramentas necessárias:

  • chaves de fenda
  • jogo de chave torx
  • produto WD40 ou CAR80
  • limpa contatos de secagem rápida (atenção não é o WD40)
  • alicate de bico
  • alicate torquês (em ultimo caso alicate de corte grande)

Só realize esse procedimento com o motor frio e remova o conector do negativo da Bateria

Retirando as mangueras de água, de preferência abra o reservatório de água para reduzir a pressão. Pode ser que nem tenha água nessas mangueiras (como aconteceu no meu)
Retire as abraçaceiras originais com um alicate de bico ou chave de fenda, cuidado pra não furar a mangueira.

Remova também a mangueira grande de entrada de ar, mesmo tipo de abraçadeira e ferramentas usadas. Retire também a conexão de uma mangueira mais fina que vai para a frente do motor. Idem para a abraçadeira.

Após soltar as abraçadeiras, retire as mangueiras de água que ficam encaixadas no corpo da borboleta

Desplugue os conectores elétricos que tem no corpo e no atuador de marcha lenta

Foto com o corpo sem as mangueiras e com o seu interior BEM SUJO de carbonização

Veja a sujeira parte 1

Veja a sujeira parte 2

Veja a sujeira parte 3

Veja a sujeira parte 4

Retire com uma chave torx o atuador de marcha lenta (dois parafusos)

Desplugue o conector do atuador

Veja como está a ponta do atuador, bem sujo

Esse atuador já é paralelo, então a ponta dele não é dourada, mas se percebe a diferença, os originais tem a ponta dourada e a diferença após a limpeza com WD40 ou CAR80

Injete limpa contatos de secagem rápida (não é WD40 eim) em todos os contatos dos conectores

Local já com o corpo de borboleta retirado
Retire o cabo do acelerador (não tem fotos)
Vc tem que soltar a ponta do cabo que fica em uma espécie de disco, entenda como ele é colocado para recoloca-lo depois (é fácil)
Retire os 4 parafusos torx que segura o corpo de borboleta e o cabo do acelerador

Injete o WD40 ou CAR80 em todas as entradas dos componentes que tirou no coletor, como no local que fica o atuador e por dentro da entrada maior, atente para jogar em todo ele (por baixo, em cima, etc).

Veja como fica após jogar o produto, a sujeiro escorre toda. Use um pano com cuidado pra não ficar pedaços lá dentro, para remover esse líquido sujo.

Corpo de borboleta já fora, jogue o WD40 ou CAR80 por toda a peça, por dentro e por fora

Agora o corpo de borleta limpinho

Mais fotos dele limpinho (esse lado é no sensor de posição), você poderá tira-lo (uma peça preta aparafusada), retire, memorize ou anote a posição dele. E limpe-o por dentro (a peça não limpe), somente o conector da mesma com o limpa contatos.

Mais fotos por dentro – bem limpo

Limpo

Injete o WD40 ou CAR80 nesse “furinho”, esse é a principal via de irregularidade na marcha lenta também

Tudo pronto pra recolocar tudo.

Basta seguir a ordem inversa para montar tudo com muito cuidado pra não esquecer de nada e testar o carro.

Cuidado com o torque nos parafusos, se exagerar você pode estragar o pré-coletor. Use o bom-senso.

Se o problema de marcha lenta do seu carro tenha realmente origem nessas peças, depois de limpo o carro voltará a apresentar comportamento estável, irá parar de trepidar nas saídas e melhorará o comportamento até com o ar condicionado em uso. O consumo de combustível também irá melhorar.

Existem máquinas próprias para testar o atuador de marcha lenta, se for o caso podem ser usadas.

Mas o que suja o atuador de marcha lenta e deixa o carro assim?

Existe um respiro de óleo do cárter que chega bem na cara do corpo de borboleta. Esse respiro deixa gases de óleo entrarem para combustão junto com o ar admitido, porém parte desses gases liquefaz em contato com o corpo de borboleta e seus componentes. Com o tempo e temperatura, isso vira uma borra e trava o atuador. Com mais tempo ainda ele queima, visto que não está funcionando corretamente. Eu aconselho realizar a limpeza a cada 20.000km pelo menos, junto com a verificação do correto funcionamento do respiro e troca do elemento anti-chama.

Mais dicas em www.bravaclub.com.br/forum

3 opiniões sobre “Limpeza do corpo de borboleta”

  1. boa noite galera do brava club!

    acabei de comprar um brava sx 2000 lindo demais, porem vei com um probleminha.
    sempre que arranco com ele, ele engasga na 1°, 2° e de vez enquando na 3° tbm!
    já fiz a limpeza no TBI hj msm mais não adiantou, alguem já passou por isso?
    o que posso tentar para resolver?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− 6 = um

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>